Insejec Espirito Santo

João Santana

Ganhar quer dizer “buscar o perdido” – as pessoas que não conhecem a Jesus – e, através da pregação do Evangelho e da operação do Espírito Santo, levá-las ao arrependimento de pecados e fé em Jesus, recebendo-O como seu único e todo suficiente Senhor e Salvador pessoal.

Reconhecemos que os valores cristãos devem ser expressos em casa e na sociedade, onde quer que o discípulo esteja ou vá, como poderosa testemunha do Evangelho de Jesus Cristo. Objetivando fazer discípulos como um estilo de vida, deste modo cumprindo a Grande Comissão, usamos a estratégia da Célula, onde nós vivemos, trabalhamos, estudamos e encontramos pessoas, como a principal ferramenta para ganhar almas para Jesus.

A Célula é a estratégia principal para ganhar o perdido. Seu propósito é principalmente evangelismo. Mas este também deve ser feito por outros meios, como os eventos de colheita e as celebrações da Igreja, nunca negligenciando o testemunho pessoal.

A Célula se reunirá em qualquer lugar conveniente para compartilhar o Evangelho com o pecador.

As células são a coluna vertebral da Igreja. Nossa visão não é uma Igreja com células, mas uma Igreja em Células. Nosso lema: Cada discípulo um líder e em casa uma célula.

Os grupos pequenos, ou “células,” são um modelo Neotestamentário. Na Igreja primitiva foi a estratégia responsável pelo crescimento explosivo. Milhares se converteram a Cristo pela pregação apostólica e foram acolhidos nas reuniões nas casas (Atos 2:42,46,47). Ao longo da história da Igreja, as células desempenharam um papel chave. Até que Constantino se convertesse ao Cristianismo e este se tornasse privilegiado, a casa e os grupos pequenos mantiveram a Igreja em marcha vitoriosa e crescente.

ESTRATÉGIA DE ORAÇÃO POR 3 POR 30 DIAS

A partir de um líder de célula e um “Timóteo” (auxiliar em formação), pode se começar um processo de ganhar, rumo à multiplicação.

O evangelismo começa com a oração perseverante.

SEMANA 1

1. Cada um dos dois escolhe três pessoas descrentes por quem orar por 30 dias (6 no total). Deve ser alguém que poderá participar da célula, que mora perto da casa.

2. Cada um dos dois ora diariamente pelas seis pessoas.

3. Encontram-se uma vez por semana para orar pelos seis nomes.

SEMANA 2

Telefonar para cada pessoa por quem está orando, a fim de perguntar qual a necessidade pela qual gostaria que ela orasse. O líder chama o Timóteo para ir a sua casa, para juntos para fazerem os seis telefonemas. O líder telefona primeiro para os seus três e depois o Timóteo aos seus (estará assim treinando o Timóteo pela demonstração).

SEMANAS 3 e 4

Telefonar novamente  para marcar uma visita. Serão necessárias duas semanas para visitar os seis. Sempre juntos. Objetivo: Convidar a pessoa para a Festa que será feita depois dos 30 dias de oração.

SEMANA 5

Festa de colheita, encerrando os 30 dias de oração.

SEMANA 6

Abertura da célula com as seis pessoas ganhas, mais o líder e o Timóteo

– Desafiar a cada membro da nova célula a ganhar um nos próximos 3 meses.

– Prepará-los para o encontro.

A meta é alcançar 12 novos. Quando isto ocorre, a célula se divide em duas. O Timóteo fica com seis e o líder com 6. Cada um escolhe um Timóteo, e o processo começa novamente, com oração por três. Nunca haverá lugar para parar de se envolver com o ganhar vidas para Cristo e discipulá-las. Só assim cumpriremos a Grande Comissão.

Meta: Ganhar uma vida por mês. Seguindo-se o processo, o líder formará quatro outro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *